DEV Community

loading...

Discussion on: Criando jogos com javascript e P5.play

Collapse
eduardoklosowski profile image
Eduardo Klosowski

Gostei do artigo, principalmente a introdução dos conceitos como engine e sprinte ao longo do texto de forma natural. Porém fiquei com uma dúvida, qual a diferença entre biblioteca e engine? Ou essa biblioteca é uma engine mais simplificada? Também gostaria de saber se existe algum motivo para os importes das bibliotecas estarem no header e da lógica estar no body, ou poderiam estar todos no final do body, como normalmente se fazem por questões de tentar otimizar o carregamento da página no navegador? Ou todos no header?

Sobre a visualização do que deveria estar dentro de qual diretório, recomendo utilizar o comando tree (deve estar disponível no repositório da sua distro), ele gera uma visualização de árvore fácil de entender, e você pode editar a saída para destacar apenas o que for de interesse. Outra coisa que poderia ser feito é destacar no começo do texto que tipo de jogo seria feito, só para o final do artigo entendi para que tipo de jogo essa biblioteca é utilizada.

Collapse
edersonferreira profile image
Ederson Ferreira Author

Obrigado pelo comentário Klowsowski. A P5.play seria uma engine bem mais simplicificada. usei o exemplo no começo apenas para caso quem esteja lendo acha que precisamos de engines pesadas e grandes como Unity para criarmos jogos (vou editar essa parte do texto).

A importação das bibliotecas e do arquivo da lógica do jogo pode estar tanto header, quanto no final do body. Apenas separei para deixar claro que a importação das libs é uma coisa, e a importação da lógica é outra.

Obrigado pelas dicas, vou aplicar nos meus proximos textos, valeu Klowsowski!