loading...
Cover image for Sobre construir conhecimento

Sobre construir conhecimento

karytonn profile image Karytonn Oliveira Updated on ・4 min read

Uma dica para desenvolvedores

Por muito tempo me deixei levar pela falsa ilusão de que para se aprender uma nova tecnologia seria necessário praticar em algo grande, ou ao menos que cobrisse todos os aspectos daquele conhecimento.

Sim, eu caí nessa armadilha -- estudava, estudava e pouco saia do lugar, pois o conhecimento que tinha "nunca era o suficiente" para se começar algo.

É tipo uma síndrome do impostor, a gente não consegue aceitar que já sabe o suficiente para começar.

Mas como assim, se eu não tenho conhecimento suficiente é porque ainda não aprendi o suficiente, correto?

Até certo ponto sim, dado que, sem uma base é quase que impossível de se começar algo.

Então onde está o problema?

[ Primeiro vamos deixar claro um detalhe, não estou me referindo ao conhecimento de senso comum, mas sim, do técnico/científico. ]

Então, resumidamente, o problema está no método que utilizamos para obter o conhecimento.

É comum ficarmos horas, dias, semanas ou até meses lendo livros, assistindo vídeo-aulas ou até mesmo lendo artigos como este, e isso não é ruim, pelo contrário, esse tipo de material é de suma importância. Eles são nossa base de referência, e cada vez mais tem sido útil, já que, como costumo dizer, não é nada fácil absorver esse emaranhado de informações que as novas tecnologias nos obriga a reter.

Só que estamos esquecendo do fundamental, a prática. É ela que de fato nos permite construir o conhecimento sólido, aquele quê, quando necessário, apresenta-se de forma espontânea.

Ou seja, de forma genérica, o conhecimento não se constrói com o observar, mas sim, com o praticar.

Se pra você isso parece óbvio, parabéns. Mas saiba que a maioria, assim como eu, acaba descobrindo isso um pouco tarde, alguns até mesmo depois de já terem desistido.

A questão é que de certa forma ficamos "enfeitiçados" ao observar o locutor explicar e produzir o conhecimento, ainda mais quando o tema é algo que almejamos muito dominar. O fascínio é tão grande que não nos damos conta de que não estamos aprendendo.

Como diz meu querido professor, Gustavo Guanabara:

"Você pode me assistir fazendo dezenas de vezes, mas se não praticar, só vai conseguir provar uma coisa, eu sei fazer e você não."

Mas então como devo fazer?

É claro que não existe um método mágico, até porque, não somos indivíduos homônimos, e o que funciona pra mim pode não funcionar pra você.

Mas a minha dica é: comece criando suas próprias ferramentas.

É aqui que você desvia da armadilha, não espere achar que já tem o conhecimento necessário, só comece.

Crie seu próprio site/portfólio, sua lista de tarefas, seu player de música, seu blog ou uma simples calculadora.

Pode ter certeza, isso será o suficiente para se sentir confiante em avançar.

Assim como o saber se soma, seu projetos também evoluem de acordo com a solidez do seu conhecimento.

É como uma bola de neve no desfiladeiro (no bom sentido, claro) o conhecimento cresce de acordo com caminho percorrido.

Um exemplo concreto

Estava eu necessitando automatizar a criação de links personalizados para o Whatsapp e após inspecionar o código de ferramentas já disponíveis no mercado (sim não confio em terceiros), acabei descobrindo que não poderia garantir que o número de telefone fornecido não seria armazenado em um banco de dados. Daí então, decidi criar meu próprio gerador de links personalizado.

Mas além dessa necessidade eu também precisava aprimorar meus conhecimentos em CSS e JavaScript e foi então que decide casar a duas coisas.

Busquei algumas referências, as mesmas bases que citei lá em cima: vídeos, livros, documentações, ..., e coloquei a mão na massa (essa é a diferença).

No decorrer do desenvolvimento, por mais que a aplicação fosse simples, acabei aprendendo muitas coisas novas, e com relação ao JavaScript o aprendizado foi tanto que o inesperado aconteceu.

A aplicação estava pronta, eu já tinha feito o deploy e o resultado tinha sido o esperado. Mas me sentia tão confiante com tudo que havia aprendido em JavaScript que acabei me aventurando em outra tecnologia que também tenho muita vontade de dominar, que são as PWAs.

E não é que consegui! No final das contas eu tinha criado uma App PWA multiplataforma e que funcionava offline.

Mais uma vez pude constatar que de fato o segredo está nas coisas simples. É nelas que temos a confiança para iniciar e posteriormente a clareza para aprimorar.

E isso não serve só para projetos.

Serve para aquela vaga de emprego que você acha que não tem conhecimento suficiente para se candidatar.
Pro livro que quer escrever.
Pro curso que quer iniciar.

Você não precisa estar completamente preparado. E a verdade é que ninguém nunca está.

Só comece!


Sobre o App PWA que me referi, segue o link por si acaso quiser testá-lo 😉
https://crialink.space


Posted on by:

karytonn profile

Karytonn Oliveira

@karytonn

Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Design Gráfico e Marketing Digital. Apaixonado por tecnologia e com muita ambição de conhecimento.

Discussion

markdown guide
 

Rapaaaz, nunca segui alguém com tanto gosto como fiz agora! Você falou a língua dos novatos. Parabéns pelo artigo e espero ver mais como esse, que foi uma injeção de ânimo nesse quase quarentão rsrs No aguardo :)

 

Obrigado pelo feedback, Klaus Ferreira.
Muito gratificante saber que de alguma forma estou contribuindo com o auto estima de pessoas.
Estou escrevendo outros artigos e farei questão de enviar a você em primeira mão.

 

Cheguei por dica do @klaus aí kkk. Bom ver esse excelente artigo em pt-br. Tamo junto Men. Se traduzir galera vai curtir

 

Obrigado, Theo Oliveira.
A tradução está esta em processo! 👌