DEV Community

loading...
Cover image for Aplicações e Aplicativos
Sysadminas

Aplicações e Aplicativos

hellomariworld profile image Mariana Carvalho ・3 min read

Com a era da Transformação Digital, as aplicações se tornaram parte essencial de qualquer negócio, seja ele um pequeno restaurante local, ou uma organização global. Atualmente, a coleta, armazenamento e análise dos dados tornaram-se processos fundamentais para geração de renda nas empresas. As empresas, então, passaram a investir em aplicações que facilitem essa coleta e gerenciamento dos dados, sejam eles de seus funcionários ou clientes, como também de suas vendas e balanços financeiros.

As aplicações são, portanto, um programa ou conjunto de programas, que permite que o usuário final execute certas funções.

Exemplos de aplicações que você utiliza: Microsoft Office, como Word e PowerPoint, Google Chrome, Skype, entre outros. Grande corporações, por exemplo, utilizam aplicações como ERP (Enterprise Resource Planning, em inglês), ou CRM (Customer Relationship Management, em inglês). Exemplos de aplicações corporativas são: SalesForce (para o time de vendas), Workday (para o RH), EPIC (aplicação que muitos hospitais e clínicas médicas usam para armazenar dados de pacientes).

Atualmente, existem dois tipos de arquitetura (ou personalidade, como gosto de chamar) de uma aplicação: a monolítica, a mais conhecida e mais tradicional; e a arquitetura de microsserviços:

  • Aplicações monolíticas geralmente têm diversas camadas sobrepostas com responsabilidades distintas, ou seja, a aplicação possui uma interface para o usuário interagir e também possui as instruções de acessos aos dados em um único sistema. Quando é necessário alterar essa aplicação, mesmo que seja em um componente específico, todo o sistema precisa ser compilado e atualizado em produção

  • A arquitetura de microsserviços é utilizada para separar conjuntos de serviços com regras específicas, o que faz com que essas arquiteturas de soluções sejam flexíveis. A atualização desse modelo é mais prática que a monolítica, pois os microsserviços são independentes, o que facilita a sua manutenção
  • Alt Text
    Referência da imagem aqui. Adaptação: Mariana Carvalho.

    Aplicações são desenvolvidas com base em diversas linguagens de programação, logo abaixo estão listados alguns exemplos das mais usadas atualmente:

  • Front-end: HTML (linguagem de marcação), CSS (linguagem de estilo), React, Node.js, Angular, JavaScript, entre outras
  • Back-end:
  • C#, Java, PHP, Ruby, entre outras

    Se você quer aprender mais sobre aplicações e aplicativos, dê uma olhada nas dicas abaixo.

    Sugestão de livro:
    Microsserviços prontos para produção, de Susan J. Fowler, da Editora O’Reilly

    Sugestão de curso:
    Introdução aos Microsserviços, da Red Hat

    Sugestões de certificações:
    Arquiteto de Aplicações, da SalesForce
    Aplicação para Web, da Microsoft

    Caso conheça outras indicações de livros, certificações ou cursos, fique à vontade para deixar nos comentários. Ficarei feliz em adicionar a esse post!

    Esse texto faz parte do Guia de Infraestrutura de Tecnologia de Informação publicado no medium, no dev.to, e na Open Library. Para checar todos os capítulos, clique aqui e acesse a Introdução.

    Próximo capítulo: Hardware - Servidores e Armazenamento

    Discussion (0)

    pic
    Editor guide