loading...

Yoda Conditions — Aprender devo eu?

omarkdev profile image Marcos Felipe Originally published at Medium on ・5 min read

Yoda learning grammar

Provavelmente em algum momento do tempo em que você passou programando, você fez uma atribuição de uma variável dentro de um if que não era para existir, quando era para ser name == "Yoda" mas por algum motivo você esqueceu de colocar outro = e saiu name = "Yoda". Com certeza isso gerou algum bug e deve ter sido difícil descobrir o que era, já que nenhum erro foi informado. As Yoda Conditions vieram para resolver exatamente esse problema.

In programming jargon, Yoda conditions (also called Yoda notation) is a programming style where the two parts of an expression are reversed from the typical order in a conditional statement. A Yoda condition places the constant portion of the expression on the left side of the conditional statement. The name for this programming style is derived from the Star Wars character named Yoda, who spoke English in a non-standard syntax.

A ideia das condições Yoda é que devemos inverter nossas expressões condicionais, colocando o operando que não pode ser atribuído do lado esquerdo. Invertendo a ordem natural de como é feito as condições.

Então, se temos um código assim,

if (age = 18) {
    ...
}

Sempre irá funcionar, pois atribuição de variável resulta em um valor verdadeiro. E se ao invés disso, nós fizermos isso,

if (18 = age) {
    ...
}

Desta maneira, a constante 18 não pode ter seu valor alterado, logo ao tentarmos mudar o valor dessa constante, uma exceção será disparada. Dessa forma, conseguimos encontrar os bugs de forma mais simples.

Quando utilizar ou não utilizar?

O único propósito desse estilo de programação é pegar uma atribuição de variável indesejada quando você fizer uma comparação. Logo, você deve utilizar quando há uma chance de uma variável acidentalmente ser atribuída a um novo valor. Vamos a alguns exemplos.

Exemplo 1

if (user.getName() == "Barbara Liskov") {
    ...
}

Nessa expressão não é necessário a utilização desse estilo, pois se tentarmos atribuir um valor a expressão, uma exceção será disparada, já que não conseguimos atribuir valores a uma chamada de função. Porém, alguns desenvolvedores podem optar pela utilização do estilo nessa situação, caso posteriormente refatorem o código e substituam a chamada de função por uma variável.

Exemplo 2

if (userEmail != user.getEmail()) {
    ...
}

Já nessa expressão, é necessário utilizar esse estilo, pois é muito fácil esquecermos o operador de negação, ao fazer isso a variável userEmail poderia ter seu valor alterado.

Exemplo 3

if (userEmail == authenticatedUserEmail) {
    ...
}

E nessa expressão, o que você acha? Se você pensou que não é necessário utilizar, você acertou. Nessa expressão, não faz diferença invertemos a ordem, porque ambos são variáveis, então mesmo que esquecermos um operador de igual não há nada que possa ser feito, pois haverá atribuição de qualquer maneira.

Exemplo 4

if (userAge >= 18) {
    ...
}

E por último, nessa expressão não é necessário utilizar esse estilo, porque não é uma expressão de igualdade e sim queremos saber se a idade do usuário é maior ou igual a 18. Usar condições Yoda aqui tornaria esse código mais difícil de ler. É recomendável utilizar condições Yoda apenas em expressões de igualdade.

O beneficio ficou bem claro, mas…

Ficou simples de entender quais são os benefícios de utilizar as condições Yoda, mas como tudo nessa vida, temos efeitos colaterais ao adotarmos esse estilo de código.

O principal efeito colateral é tornar o código menos legível. Muitos críticos desse estilo de programação vêem a falta de legibilidade como algo que não é superado pelos benefícios que isso pode trazer para você. Parte do seu trabalho é escrever um código legível para outros desenvolvedores, pode ser que ao adotar as condições Yoda, isso se torne um problema para alguns desenvolvedores do seu time.

Críticos para esse estilo de programação tem de monte, no meio desses críticos temos o Uncle Bob (Robert C. Martin), que é uma personalidade bem forte na área de desenvolvimento de software, principalmente em questões de design de software, código limpo, etc. Em seu blog ele diz,

“I dislike any statement in code that causes the reader to do a double-take. Code that protects the author at the expense of the reader is flawed code.” — Uncle Bob

Talvez faça mais sentido ao invés de adotar esse estilo de programação, você adotar um linter para seu projeto que pode te avisar sobre atribuições dentro de condições. Além disso, hoje já temos alguns compiladores que mostram um aviso quando temos esse tipo de atribuição. Sem contar que algumas linguagens como Python e Swift não permitem atribuições dentro de condições.

Outro efeito colateral que pode se tornar problema gigantesco em linguagens como Java , e a percepção atrasada de ponteiros nulos. A questão é que ponteiros nulos são percebidos de forma melhor no início da execução e se for ignorado, poderá criar vulnerabilidades no código adiante. Ficou confuso? Que tal com um um exemplo,

class Bank {
    public void creditAccount(Customer cst, int amt) {
        //Verification steps.
        if ("closed".equals(cst.getAccountState()) {
            throw new RuntimeException("Account is closed.");
        } else {
            cst.credit(amt);
        }
    }
}

class Customer {
    private String state;
    public Customer(){
    }
    public void setAccountState(){
        this.state = "open";
    }
    public String getAccountState(){
        return this.state;
    }
    public void credit(int amt) {
        //Logic to credit account;
    }
}

public class Main {
    public static void main(String[] args) {
        Bank bank = new Bank();
        Customer customer = new Customer();
        bank.creditAccount(customer, 100000);
    }
}

// Exemplo retirado de Yoda Conditions its advantages and disadvantages.

No exemplo, podemos ver que o estado da classe Customer não foi inicializado, logo é um valor nulo, então quando comparamos dentro da classe Bank no método creditAccount não conseguimos saber quando uma conta está “fechada”, logo temos uma vulnerabilidade que será difícil de rastrear.

Por mais que exista efeitos colaterais ao adotar esse estilo de código, pode ser que esses efeitos colaterais não se tornem tão relevantes em seu projeto, então você só vai saber ao tentar. Pode ser que faça sentido e funcione perfeitamente para você, ou pode ser que fique uma merda, no final você só vai descobrir testando.

Alguns cases

Pode ser que esse conceito seja bem famoso para você, ou talvez você nunca tenha ouvido falar, mas no mundo da programação isso já não é mais uma novidade.

Temos dois cases bem famosos na área de PHP que utilizam esse estilo de programação em seu coding standard, sendo eles o WordPress e o Symfony. Inclusive esses coding standard, dizem para sempre colocarmos a constante ou o literal à esquerda, independentemente da expressão.

Twitter : https://twitter.com/omarkdev

Github: https://github.com/omarkdev


Posted on by:

omarkdev profile

Marcos Felipe

@omarkdev

Developer at Crawly, technology lover and graduated in Database.

Discussion

pic
Editor guide
 

O título que você escolheu é muito legal, explica o que é uma Yoda Condition com uma linha.

Eu sempre tive dúvida sobre o porquê dessa prática ser usada, quando eu me deparava com condições invertidas eu ficava confuso. Depois de pesquisar eu entendi o que era e escrevi um post. Confesso que nunca fui adepto da prática, mas vale a pena saber o que é.