DEV Community

loading...

Polly: uma biblioteca para resiliência em aplicações .NET

Cynthia Raphaella 💙
・3 min read

Polly — biblioteca para tratamento de falhas em .Net

Aplicações complexas e com múltiplas dependências são suscetíveis a falhas. Normalmente existe uma preocupação em evitar que essas falhas aconteçam, mas também é importante saber se recuperar quando elas acontecem (sim, elas vão acontecer). Polly é uma biblioteca para aplicações .NET que foca em resiliência e tratamento de falhas.

Polly implementa diferentes padrões, que são chamados de Policies. Na documentação são apresentados os diferentes tipos e um resumo do uso de cada um deles. O livro Release It apresenta muitos desses conceitos com mais detalhes.

Configurando o Polly

Configurar o Polly é bem simples, a biblioteca está disponível no NuGet e depois de instalada já está pronta para ser utilizada.

dotnet add package Polly --version 7.2.1

Retry Policy

Considerando os diferentes padrões disponíveis na biblioteca Polly, o Retry é o que eu mais utilizo. Esse padrão considera que a maioria das falhas que acontecem são transientes e que vão ser corrigidas automaticamente depois de um certo tempo. O Retry executa novamente um comportamento dada uma condição e é composto por algumas partes:

  • Uma condição que irá determinar uma possível repetição
  • Uma função que pode ser executada múltiplas vezes. Essa função pode ser síncrona ou assíncrona
  • O número máximo de vezes que a operação irá ser repetida. No caso do RetryForever, esse parâmetro não é necessário e a execução vai se repetir até a condição ser falsa
  • Um tempo de espera entre execuções (WaitAndRetry). Essa estratégia pode ajudar a aguardar o sistema se estabilizar

O Retry é muito útil para se recuperar de tratar falhas pontuais, como por exemplo:

  • Uma dependência externa indisponível
  • O banco não respondeu
  • Um token expirado

Um cenário de uso do Retry

Considerando como exemplo uma aplicação que tem um carrinho de compras, um dos requisitos é calcular o frete. Essa aplicação tem uma dependência externa que traduz o CEP em um endereço. A dependência não é muito estável e em alguns momentos retorna erros. Nesse cenário, o Retry pode ser utilizado para lidar com esse caso de falha. Abaixo temos um exemplo dessa implementação.

No código estamos usando um método chamado ‘HandleTransientHttpError’, disponível em uma biblioteca de extensões do Polly, esse método agrupa algumas condições de falha comuns com o uso do HttpClient. Internamente, essa condição valida se o retorno de uma requisição é um erro com um status code maior que 500 (indica um erro), 408 (timeout) ou uma exceção do tipo HttpRequestException.

Essa policy criada executa a chamada para a dependência externa até duas vezes (retryCount) se o resultado da chamada se encaixar na condição descrita acima. Como esse Retry é do tipo WaitAndRetry, então antes de executar novamente, a Policy vai aguardar um tempo determinado.

O parâmetro de duração é configurado através de uma função, no exemplo acima, a Policy vai aguardar a quantidade de segundos relativa ao número daquela execução: na primeira tentativa um segundo, na segunda tentativa dois segundos.

Esse é um exemplo onde Polly pode ser utilizado para lidar com falhas em aplicações .NET. O código é simples e reutilizável e evita a implementação de uma camada de complexidade extra para lidar com falhas.

Referências

  • Neste repositório existem vários exemplos práticos do uso do Polly
  • Wiki do Retry com mais detalhes

Discussion (1)

Collapse
leandroats profile image
Leandro Torres

Parabéns pelo post, rápido e objetivo.

Forem Open with the Forem app