DEV Community

loading...
Cover image for O que não te contam sobre ser uma desenvolvedora mulher

O que não te contam sobre ser uma desenvolvedora mulher

Isabella
💻 focused in my future | frontend developer as a profession, streamer in the spare time
・3 min read

Ao ler esse título, talvez você tenha pensado “Ah, que frescura! Lá vem mais um textão de uma feminista. Quanto mimimi!”. Se pensou isso, te dou duas opções: continuar lendo esse texto e entender o que eu quero dizer com isso ou simplesmente ir embora e continuar com seu pensamento.

wait

Bom, se você chegou até aqui, fico feliz que tenha escolhido a primeira opção. 😊

  1. Desafios e obstáculos

Acredito que o primeiro desafio que temos quando escolhemos entrar na área de tecnologia é que T.I é uma área que há alguns anos é dominada pelo público masculino. Isso faz com que não vejamos muitas mulheres se formando ou até mesmo falando sobre tecnologia nas redes sociais.

Hoje, apenas 20% do mercado brasileiro é composto por mulheres. Por mais que tenhamos grandes mulheres no mundo da tecnologia durante toda nossa história, ainda somos a minoria.

Então, uma coisa que não contam pra você é que, provavelmente, você vai ser a única mulher da sua sala na faculdade (se não for a única, certeza que será a minoria), vai ser a única mulher desenvolvedora do seu time ou até mesmo a única mulher do seu time, vai perceber que os grande líderes das empresas que for trabalhar, são homens…

Dito isso, já se prepara pois estando neste contexto, é possível que o próximo tópico venha acontecer contigo.

  1. Abusos

Por estarmos inseridas num meio onde a grande maioria é o público masculino, isso faz com que algumas pessoas acreditam que possam aproveitar desta nossa “desvantagem” e falar ou até mesmo ter atitudes abusivas.

Lembrando que abuso verbal também é abuso e deve ser denunciado!
Por saberem que estamos em menor número, podem vir acontecer coisas como:

  • Colegas desenvolvedores questionar/avaliar/julgar seu código na frente dos outros, sem você ter pedido :)
  • Duvidarem da sua capacidade e/ou solicitar demandas menos complexas;
  • Não pedir sua opinião em assuntos importantes ou tomadas de decisões técnicas;
  • Não deixar você falar ou sempre te interromper quando fala; Promoção de colegas menos capacitados do que você :)

Fora os abusos físicos, como:

  • Mão na sua coxa;
  • Mexer no seu cabelo;
  • Encostar/apoiar/acariciar seus ombros ou braços;
  • Eu diria ainda que alguns vão se sentir no direito de fazer massagem nas suas costas enquanto estiver sentada trabalhando (já aconteceu comigo, mais de uma vez)

Enfim, caso qualquer coisa do tipo venha acontecer contigo, o conselho que eu dou é você conversar com a pessoa, dizer que tal atitude não foi legal e muito menos profissional, e também reportar o ocorrido para o seu gestor.

  1. Conclusão

Sim, você vai sofrer machismo na área de tecnologia, assim como em qualquer outra área. Infelizmente existem pessoas que tem esse tipo de preconceito, e por sermos mulheres vamos ter que lidar com isso pelo resto de nossas vidas.

Porém, saiba que não está sozinha. Temos uma grande comunidade de mulheres desenvolvedoras pelo Brasil e a cada dia estamos mudando o mundo, mostrando que gênero não define, ou muito menos, diminui capacidade!

Resumindo, você vai sim ouvir coisas do tipo:

  • “Nossa, até que você é boa programando!”
  • “Deixa eu ver como está ficando a tela?”
  • “Ela deve estar de TPM”
  • “Você fala muito palavrão”
  • “Foi você que desenvolveu isso?!”
  • “Achei que só tinha mulher feia em computação”

Depois de ler esse texto, você ainda quer se juntar ao lado negro da força e fazer a diferença?

you-go-girl

Texto original, compartilhe com créditos ♥

Caso queira conhecer um pouco mais sobre mim, aqui estão minha redes sociais:

Discussion (2)

Collapse
celenny profile image
Celenny

Ótimo post mana !! Parabéns pelo conteúdo de excelência e relevância :) Vamos fazer a diferença <3

Collapse
isabellacacelia profile image
Isabella Author

Muito obrigada Celenny <3 #GRLPWR