DEV Community

Cover image for Meu primeiro mês com um System76
Bruno Padilha
Bruno Padilha

Posted on

Meu primeiro mês com um System76

Esse post reúne informações sobre meu primeiro mês com um notebook da System76.

Há quem diga que notebooks feitos para rodar Linux são o futuro. Vejo cada vez mais meus amigos migrando do MacOS para Linux por questões de privacidade, customização do SO e liberdade. Com System76 não é diferente, os caras desenvolveram um sistema de firmware open source, com suporte a desabilitar o Intel ME.

Fui (ainda sou) usuário da Apple desde meados de 2009, quando comprei meu primeiro Macbook. Os anos foram passando, eu troquei de Macbook mais algumas vezes e até então eu estava trabalhando com um MacbookPro 15" late 2017 e a decisão maior de trocar de notebook foi por justamente o que a Apple permitia fazer e agora não mais, a liberdade de colocar mais um SSD, aumentar a memória e utilizar por muito mais tempo o hardware. Ainda utilizo meu macbook para fins de estudo, parear com a TV usando AirPlay, mas não para trabalhar.

Escolha e importação

A ideia era ter um notebook leve, pequeno e claro, com uma boa configuração e a escolha foi o Lemur Pro. Vale a pena mencionar que antes de considerar um System76, analisei outras opções como XPS da Dell (o qual não existe nenhuma doc que diz que suporta Linux 100%) e o Thinkpad da Lenovo (que não tinha em estoque em loja alguma).

A config que escolhi foi:

  • Core i5 11th Gen @ 4.2Ghz
  • 16GB DDR4
  • 500GB M2 SSD

Como o clock da CPU é bem maior do que o meu Macbook Pro com i7, resolvi ir de i5 mesmo e economizar uma boa grana.

Fiz o pedido no dia 18 de Dezembro e no mesmo dia recebi um e-mail e uma ligação solicitando a confirmação do pedido, pelo que a pessoa me explicou, foi pelo motivo de ter feito a compra com dados brasileiros e com a entrega nos EUA. Pedido feito, era só aguardar.

Utilizei o MyVipBox como serviço de redirecionamento, já que a System76 não envia direto para o Brasil. Como os notebooks são fabricados por pedido, levou uns 10 dias pra ser fabricado e enviado pro meu endereço nos EUA.
O legal do MyVipBox, é que eles tem alguns serviços adicionais, como usar embalagens menores e mais reforçadas e ainda conseguir diminuir o valor do frete. Mesmo assim tive que pagar um valor bem salgado de imposto aqui Brasil, ~ R$3000.

E no dia 19 de Janeiro, o brinquedo chegou.
Caixa da encomenda

A minha primeira impressão foi: que notebook leve e compacto!

Diferença com um macbook 15"

Configuração

Qualidade

Pesando pouco mais de 1kg e com uma carcaça totalmente preta, o notebook é muito bonito e bem fabricado.
Eu esperava ter o logo da System76 na tampa, e de fato era para ter, porém por algum problema na fabricação foi enviado sem. A galera no subredit da System76 reclama bastante do controle de qualidade dos caras. Eu realmente curti demais o notebook todo preto.

O Lemur Pro

Comparativo com macbook

O teclado dele é retroiluminado e muito (mas muito) parecido com os teclados dos primeiros macbooks retina.

Conectividade e tela

O notebook tem 2x USB 3, 1 USB-C com suporte a DisplayPort, 1 HDMI, entrada P2, Kesington Lock e leitor de MicroSD.
E ainda suporta até 40GB de RAM e ainda tem um slot M2 livre pra outro SSD nvme.

Portas do Lemur Pro
Portas do Lemur Pro

Obviamente a tela dele não se compara as retinas dos macbooks, mas é uma tela bem decente com antiglare de 14" com suporte a 1080p a 120hz.

120Hz!

Vale a pena?

Se você está disposto a esperar e encarar a cotação do dólar, super vale. Eu queria muito voltar a usar Linux para o trabalho e consegui encontrar um notebook que preza pela privacidade.

O único ponto negativo até agora foi o conector da tomada da fonte, que obviamente, veio no padrão americano, mas que por R$20 você compra um padrão brasileiro no Mercado Livre.

Conector da tomada

E eu acho que é isso, um post bem consumista 🤭 com as minhas impressões iniciais e com mais imagens e informações do que a thread que eu fiz quando ele chegou.

1

2

Discussion (0)