DEV Community

loading...
Cover image for A importância da matemática para a programação

A importância da matemática para a programação

Fabrícia Diniz
I am a self-taught developer. I love the challenges that programming brings and that motivates me to always study and become a better developer.
・3 min read

Esse artigo surgiu a partir de uma palestra que eu dei para pessoas de ensino médio. O intuito era mostrar que a matemática existe no mundo real da profissão.

Quando eu decidi abandonar a carreira de biotecnologista e virar programadora, instintivamente eu voltei a estudar cálculo, geometria... Não que eu esperasse encontrar esses assuntos no dia a dia do trabalho, mas porque eu achava os desafios interessantes e via similaridade entre eles e os desafios impostos pela programação.

A matemática se apoia na lógica, que é uma qualidade essencial para um bom profissional de TI, a geometria é uma aliada no processo criativo, ajudando na abstração do mundo real e estatística nem se fala (alô ciência de dados). É possível trabalhar com TI sem saber nada além do básico de matemática, mas saber conceitos de matemática mais avançados te ajuda a ser uma pessoa profissional de destaque.

A pessoa que possui conhecimento em matemática é capaz de resolver problemas profundos, oferecendo soluções mais claras, organizadas e eficientes. Empresas como Amazon, Facebook e Google olham muito mais para a lógica no código que você escreve do que conhecimentos de tecnologias específicas. Elas te pedem para resolver desafios de lógica, resolver problemas apontando também a complexidade e a rapidez do código que você fez além da lógica que te levou à resposta apresentada.
Sapinhos de porcelana trabalhando no computador, com um computador entre eles mostrando a logo do Google

Quando estamos aprendendo matemática, nós aprendemos as operações básicas e depois evoluímos para as letrinhas, para achar x, achar y, e isso são funções, que é a base da computação todinha. Como na escola evoluímos de operações básicas só com números para funções que têm umas letras no meio, quando entramos no campo da programação os números e letras evoluem para qualquer coisa. O que nós nos apoiamos para lidar com esses desafios mais complexos é na lógica que vem bem do início. Partimos de números para letras e depois para coisas como carros, naves espaciais… umas coisas mais legais e diferenciadas.

Falando em naves espaciais, vocês sabiam que o programa que possibilitou o pouso do homem na lua pela primeira vez foi escrito por uma mulher? Foi a Margaret Hamilton que fez esse feito. Imaginem o TANTO de matemática que não é necessário para fazer uma nave espacial voar? Ou então, pra fazer um joguinho como Minecraft?
Minecraft

Nesse jogos mais legais de hoje em dia as pessoas precisam simular no computador a física do mundo, uma bala ou uma flecha sendo lançadas, o seu personagem caindo muito rápido de um lugar alto e se estabacando no chão e você morrendo. Tudo isso envolve bastante matemática (e física). Meu marido começou a aprender design de jogos ano passado e eu o estava ajudando com a parte de programação puramente dita. A gente tinha que definir a velocidade do personagem quando ele andava, a velocidade quando ele corria, a aceleração para ele mudar de andando pra correndo pra parado. Tinha que definir a gravidade, a força do pulo do personagem pra definir quão alto ele ia pular e quão rápido ele ia cair no chão. Foi bem divertido, e mostrou pra nós que tem muita matemática e física envolvida em fazer joguinhos legais.

Hoje em dia ainda existem outras profissões dentro da TI que são bem legais e demandam bastante matemática, como ciência de dados que é estatística pura (e uma das profissões de TI com os maiores salários), como inteligência artificial, robótica e o próprio desenvolvimento de jogos. Isso sem contar todas as profissões que envolvem hardware. A matemática permeia toda a base dos trabalhos em TI e definitivamente não é algo que fica na escola e deixa de impactar o nosso dia a dia no trabalho.

Lembrete para quem chegou até aqui: matemática não é um pré-requisito, é apenas um bônus. Ainda é possível ser um excelente profissional em diversas áreas sem saber bulhufas de matemática.

Discussion (0)