DEV Community

loading...

Boas práticas para usar o git

lucasscharf profile image Aleatório ・5 min read

Seja bem vindo a mais uma ~gentil~ introdução ao git. Chegamos ao nosso último post e vamos ver sobre algumas boas práticas para utilizar o git.
Caso você queira saber sobre tudo o que nós falamos até agora, basta olhar esse mapa maroto:

Dicas Gerais

Conhecer bem o git

O git é uma ferramenta ótima. Porém, como já vimos, ele tem comando pra caramba. Não tô dizendo para vocês virarem especialistas no git, mas é importante conhecer bem os comandos, entender como funciona a árvore de commits, saber fazer bem um rebase, saber ler um reflog, entender os diferentes tipos de merge, etc...

Saber usar a linha de comando

As ferramentas gráficas para git são bem interessantes e ajudam bastante. Mas tem muitas coisas que só dá para fazer corretamente pela linha de comando. O quanto antes aprender a mexer no git pela linha de comando, melhor.

Siga padrões

É extremanete importante que todos os colaboradores falem a mesma língua, escrevam commits da mesma forma e sigam o mesmo fluxo de trabalho. Se não, fica praticamente impossível restrear qualquer coisa no git.

Usar sempre o mesmo idioma

Ainda na linha de padrões, é necessário usar o mesmo idioma.

Configurar corretamente a autoria

A autoria permite saber quem exatamente fez cada commit (o famoso git blame). É bem simples, basta usar os seguintes comandos:

git config --global user.name "Seu nome"
git config --global user.email seu_email@exemplo.com
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Usar um repositório por projeto

A menos que tenham pessoas que sabem o que estão fazendo para trabalhar como um projeto mono repo, utilize um repositório por projeto. Várias aplicações por projeto é a receita para o caos e confusão.

Ter um workflow (e fazer as pessoas seguirem)

Adicionar um pipeline de CD

Use boas ferramentas

O git sozinho já é ótimo e existem algumas ferramentas que podem ajudar bastante em atividades específicas (visualizar a árvore de commits, fazer o blame automático enquanto você escreve o código, ajudar a ver os conflito, etc...).

Particularmente, eu uso o VSCode para resolver conflitos (com o plugin do gitlens) e o tig para ver a árvore. Vejo muita gente usando o git kraken, mas nunca usei.

Usar repositórios de template

O Github tem uma ferramenta ótima q̶u̶e̶ ̶d̶e̶v̶e̶r̶i̶a̶ ̶s̶e̶r̶ ̶c̶o̶p̶i̶a̶d̶a̶ ̶p̶e̶l̶o̶ ̶b̶i̶t̶b̶u̶c̶k̶e̶t̶ para quem trabalha com vários projetos que é criar um template de repositório com todas as coisas corretamente configuradas. Isso acelera muito o processo de desenvolvimento

Alt Text

Dicas para bons commits

Anotar a issue

Via de regra, você trabalhará com algum sistema de gestão de atividades/issues/tickets integrado com o seu git. No footer de cada commit, basta indicar a commit issue o commit se refere. Isso adiciona mais rastreabilidade no que foi feito e permite indica o caminho de documentações que não cabem dentro de uma mensagem de commit

Considerar os commits como documentação

Para muitas empresas, os commits não representam nada em relação ao código. Porém, ele é uma boa fonte de documentação histórica do código.

Escrever o que foi feito, o que não foi feito e porque

No uma boa mensagem de commit tem o que foi feito, o porque foi feito e o que tentou fazer mas não deu certo (claro que dentro do bom senso, afinal, nem todos os commits carregam esse peso).

Usar título

A primeira linha de um commit serve como título. É ela quem aparecerá dentro das ferramentas e na hora de ler o log. Por isso é importante uma descrição simples do que aquele commit representa (de preferência com menos de 80 caracteres)

Dicas para bons Pull Requests

Fazer vários commits, porém fazer o rebase

Uma das funções do git é servir de backup remoto. Você pode fazer commits diretos com as tentativas de arrumar um problema, ou mesmo fazer commits todos os dias. Na hora do PR, é só juntar as alterações feitas, descartar o lixo e fazer um ou mais commits relevantes.
O mesmo serve para a revisão de código de um PR. Basta ir fazendo as alterações necessárias e depois fazer um rebase para unir tudo com o commit principal. Isso gera uma árvore limpa e fácil de navegar.

Quando fazer o PR, já adicionar os testes

Sempre que possível, já adicione os testes dentro do PR. Além de ajudar a entender melhor o que foi feito, garante que a cobertura de testes do sistema permanecerá alta.

Fazer PR apenas de coisas relacionadas

Se você adicionou uma funcionalidade, abre um PR para isso e só isso. Não é para colocar formatação de arquivo ou outras coisas nesse PR.

Não integrar código comentado

O git já consegue manter o histórico de tudo o que foi feito. Se você seguir boas práticas, não há necessidade para fazer PR com código comentado

Alt Text

Dicas para ter uma boa árvore

Evitar de reescrever a história da Master

Aqui estou falando de qualquer branch que mais de uma pessoa utiliza. Quando rola rebases, é possível que o trabalho de um acabe prejudicando o de outro.

Manter o repositório local atualizado (de preferência com rebase)

É só ficar fazendo git fetch --all e git rebase origin/<nome da branch principal> que você vai manter a sua árvore sempre atualizada e isso evita maiores dores de cabeça na hora de criar o PR.

Abrir branchs

Se você trabalha com outras pessoas, não é bom trabalhar diretamente na branch principal. É p̶r̶o̶v̶á̶v̶e̶l̶ possível que alguém acabe fazendo um rebase que não deve ou algo assim. Por isso é bom sempre abrir uma branch, fazer suas alterações e então mergear via pull request.

Proteger a master

Acidentes acontecem, por isso é importante impedir as pessoas de fazerem pushs direto na master ou develop. Isso é feito através da configuração do repositório.

Não comitar grandes arquivos binários

O git funciona muito bem para arquivos de textos e pequenos binários (coisa de alguns KB). No momento que você começa a colocar arquivos maiores, começa o diretório .git começa a dar ruim (principalmente se você mexer muito nesse arquivo)

Usar um bom .gitignore

Um bom .gitiginore ajuda a evitar o envio de arquivos binários. Eu Eu gosto bastante o do gitiginore.io.

Discussion (1)

pic
Editor guide
Collapse
eduardoklosowski profile image
Eduardo Klosowski

Muito bom, até adicionei um link para esse artigo no meu material de git (git-faq.readthedocs.io/pt_BR/lates...).